sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Melhor Qualificação para Taxistas na Copa de 2014

Certos assuntos são tão importantes, que ao ler um artigo publicado há pouco mais de 08 anos, nos identificamos com o tema e resolvemos transcrever na íntegra a matéria extraida do site da ETUR - BA. 

A ocasião é bem oportuna pois coincide com a necessidade que temos de melhor Qualificação de nossos profissionais do volante - hoje reconhecidos por lei - diante da Copa de 2014 e Olimpiadas de 2016. 


A importância do motorista de táxi para o Turismo


O motorista de táxi é, muitas vezes, o primeiro contato do turista com o local. O atendimento desse profissional é condição indispensável para a boa impressão do visitante. Alguns predicados se tornam necessários e até indispensáveis ao taxista para o oferecimento de um serviço de excelência

Um turista quando desembarca numa cidade, seja em um aeroporto, porto, estação de trem ou rodoviária, muitas vezes, utiliza o serviço dos táxis. O motorista de táxi, então, torna-se o primeiro contato do turista com a hospitalidade dos residentes.


E o quê vem a ser hospitalidade? Em poucas palavras, é saber receber bem o turista. E, isso implica em uma série de coisas: em primeiro lugar é preciso que o taxista esteja consciente que ele é muito importante para o turismo da sua cidade.


A sua responsabilidade, muitas vezes, vai além de transportar o passageiro ao local desejado. Ele próprio, o taxista, pode ser um veículo de informações para o turista, ao fornecer-lhe dicas de lugares interessantes, entre outros.


Na verdade, representante autêntico do lugar onde mora e trabalha, o taxista deve apresentar serviços de qualidade, boa educação e preços justos; o bom atendimento deve ser proporcionado não só aos residentes, que sabem onde reclamar do mau serviço, mas sobretudo aos turistas.


A maneira de lidar com o turista, a informação que passar, o preço que cobrar devem estar corretos, justos, verdadeiros. É indesejável que aconteça uma má postura do profissional só porque não verá mais o cliente/ turista.


Há lugares onde os aeroportos ficam distantes do centro ou da Capital. Em alguns desses lugares, as tarifas dos táxis no embarque são muito inferiores daquelas cobradas pelos táxis que se encontram no desembarque; já aconteceu de um turista optar por embarcar em um táxi que estava no local do embarque do Aeroporto de Guarulhos e ser ameaçado.


É agradável para o passageiro ser tratado com educação, receber um cumprimento ao entrar e, outro, ao sair do veículo. O usuário acompanhado de bagagem deve ser ajudado e a mesma deve ser colocada em local apropriado para o conforto e a segurança dos que se encontram no carro.


Na entrada ou saída do veículo, é sinal de gentileza, abrir a porta para o passageiro, principalmente idosos, gestantes e pessoas com dificuldade de locomoção.


Outra coisa a ser levada em consideração é a segurança; deve-se sempre utilizar o melhor caminho, mesmo que seja o mais curto; entretanto, se o passageiro quiser um trajeto mais longo, que passe pelos principais pontos turísticos, informá-lo da variação do preço ou do perigo no local.


Estar bem informado sobre os fatos, curiosidades ou notícias da cidade é um cuidado especial, pois vai poder oferecer informações relevantes, se solicitadas; mas, que sejam verdadeiras; não se deve mentir ou inventar. Informações falsas, mesmo sendo brincadeira, tais como "a junção do rio "X" com o rio "Y" forma o Oceano Atlântico", não têm razão de ser.


Outros cuidados deixarão os passageiros, turistas ou não, com boa impressão do automóvel e do seu condutor, tais como: veículo limpo, volume com o som baixo, ausência de cheiro de cigarro e motorista asseado.


A Bahia vê o motorista de táxi como um importante colaborador na questão do bom atendimento ao turista. Pensando nisso e querendo um avanço de qualidade o Salvador da Bahia Convention Bureau – SBCB idealizou um Cd room para veicular informações históricas sobre os principais pontos turísticos em táxis que atendem ao aeroporto de Salvador ( Aeroporto Deputado Luís Eduardo Magalhães).


Esse projeto tem a implantação prevista para este verão de 2004 e vem a ser uma parceria do Salvador da Bahia Convention Bureau, Instituto de Radiodifusão da Bahia - IRDEB, Secretaria de Cultura e Turismo do Estado da Bahia, Governo do Estado da Bahia, Órgão Oficial de Turismo da Bahia - Bahiatursa, Prefeitura da Cidade de Salvador e Empresa de Turismo de Salvador - Emtursa.


Estar atento para qualificar e capacitar taxistas e outros profissionais que lidam diretamente com turistas é um meio de apresentar serviços de linha de frente de excelência; de avanço em atendimento; e, isso para o turismo é uma questão de sobrevivência. 

FONTE: ETUR - BA 





O assunto continua sendo muito atual.

Faz-se necessário sim, a criação de um Curso de Formação Profissional para Taxistas a nível de um Brasil mais moderno. 





Luiz Correia - Administrador da Táxi Company do Brasil.  










Casal Belga, Sr. Gaston Demaree e Sra. Eva Orvanova, desembarcando em Olinda - PE após marcarem presença no Seminário Internacional de Climatologia no Hotel Tambaú, em João Pessoa - PB em 16/10/2011

Nenhum comentário: